Arquivo de abril de 2015

Trabalho de Parto – Telefones úteis

Postado por admin em 30/abr/2015 - Sem Comentários

Seguindo a sugestão de coisas que podem ser úteis no dia do trabalho de parto você encontra uma lista de telefones úteis para este grande dia.

Para facilitar o preparo da mesma e para você não se esquecer mesmo de fazer, segue aqui a listinha modelo para você preencher. Pregue na porta da geladeira da cozinha de casa e/ou do lado de fora da bolsa que você colocou as coisas que vai usar no parto e/ou deixe na sua bolsa.

Clique no link abaixo para baixar:

 

Contatos Doulanda

 

 

     São eles: Doula, Obstertra, Obstetriz, Pediatra, Backups, Fotógrafo(a), Babá/mãe/amigos (quem vai ficar com os filhos mais velhos – combine antes e especifique na lista), Familiar ou amigo próximo que deve ser avisado em caso de alguma eventualidade (quem é sua rede de apoio?), Emergência (911)
Pronto, tudo encaminhado, agora é só curtir a espera e a chegada do seu bebê 🙂
     .

Trabalho de Parto – O que pode ser útil ter?

Postado por admin em 10/abr/2015 - Sem Comentários

Passaram-se os quase eternos 9 meses e finalmente chegou a hora de receber o seu bebê… um frio na barriga, muita expectativa e aquela famosa pergunta que costuma colar na cabeça quando algo muito grande está prestes a acontecer: “Será que eu estou esquecendo alguma coisa?”

         Por causa disto, para que você possa facilmente eliminar de vez esta pulguinha chata atrás da orelha, segue aqui uma listinha básica do que vale a pena deixar à mão para usar durante o seu trabalho de parto! Algumas coisas podem parecer não se aplicar à você, não tem problema, simplesmente não separe… Mas lembre-se de pensar “e se na hora eu tiver vontade ou precisar e não tiver?”, porque estas são coisas que realmente costumam ser úteis… o ideal é preparar a partir da 38 semana e deixar em uma bolsa (principalmente se você planeja um parto hospitalar) em local de fácil acesso para todos…

Vamos lá:

Para a Gestante:
– Meias quentes
– Elásticos de cabelo
– Tiara ou faixa de cabelo
– Touca de banho (para não molhar o cabelo se não quiser, na hora da banheira e/ou chuveiro)
– Top e/ou blusinha regata agarradinha (sem apertar) que possa molhar ou biquini e a roupa que vai querer usar no trabalho de parto/parto
– Chinelos ou pantufa
– Playlist de suas músicas prediletas, as que te deixam feliz, calma e confortável ou simplesmente aquelas que você acha que seria ideal escutar no dia. Disponibilizar no celular ou outro equipamento de som que possam levar para o hospital/casa de parto ou ter em casa
– Incenso ou essências (aroma) que agrade (difusor elétrico para quem vai para o hospital)
– Qualquer objeto que seja importante (e tranquilizador/familiar) para vc… vale porta-retrato, bíblia, patuá, etc
– Bola suíça, também conhecida como bola de parto (para ser usada em casa pois na maioria dos hospitais tem, vale conferir!)
– Bolsa(s) de água quente
– Documentos (cartão de pré-natal, carteira do plano de saúde, RG, etc…)
– Dinheiro vivo, útil para pagar um táxi, se for necessário…
Para o/a Acompanhante:
– Uma muda de roupa (às vezes suja ou fica muito suada)
– Calção/ Sunga/ Bermuda/ Biquini se ele(a) quiser entrar na banheira ou chuveiro junto
– Chinelos ou outro calçado confortável que possa molhar
Para uso de todos ou qualquer um que estiver disponível:
– Fontes de energia rápida: frutas leves, balas, mel, barras de cereal, barras de chocolate, bolachas (doce e salgada), etc… Lembre-se de escolher tudo bem apetitoso, pois durante o TP, muitas vezes ficamos sem apetite e só o seu preferido vai te ajudar a manter a sua energia. Além disso, será um dia de festa, o primeiro aniversário do seu filho, capriche!!
– Para se hidratar e repor eletrólitos perdidos com o suor: Água, Suco, gatorade, água de coco, etc… *No hospital tem água, mas levar uma garrafinha costuma ser útil!
– Máquina fotográfica / filmadora (ajude a equipe a entender como funciona!)
– Plano de Parto impresso
– Lista de telefones úteis (colocar na porta da geladeira de casa ou do lado de fora da bolsa):
     . Obstertra
     . Obstetriz
     . Doula
     . Pediatra
     . Backups
     . Fotógrafo(a)
     . Babá, mãe, amigos (quem vai ficar com os filhos mais velhos – combine antes e especifique na lista)
     . Emergência (911)
     . Familiar ou amigo próximo que deve ser avisado em caso de alguma eventualidade (quem é sua rede de apoio?)
Check para tudo?!
Agora sim a festa de vocês já pode começar e vocês terão tempo e cabeça para curtir!
* Para quem vai para o hospital, vale lembrar que estes itens devem estar em uma bolsa separa das malas que irão para o quarto (mala de roupas e artigos de higiene da mãe, do bebê e do acompanhante). Se este é o seu caso, acondicione todas estas malas/bolsas próximas umas das outras, para não esquecer nada! Inclusive as lembrancinhas e aviso de porta se você tiver
* Para quem vai preparar e curtir toda a “festinha” em casa, vale pensar em flores, velas, balões e outros enfeites para a casa, dando boas-vindas para o bebê… Além dos itens que sua parteira/obstetriz solicitou (lençol, plásticos, etc), lembre-se de preparar o lanchinho para a equipe que estará com vocês (deixe tudo à mão, a gente descobre como operar a sua máquina de café) e comprar uma champanhe para brindar

 

Relato de Parto da Milena

Postado por admin em 07/abr/2015 - Sem Comentários

Um relato de parto emocionante de uma das minhas alunas do curso de HypnoBirthing…

O último sábado foi dia de preparar uma festa especial, sem ao certo saber a data e hora exata de acontecer.
Aurora passeando com a vovó e a titia Simone nos ajudou a focar e aproveitar o tempo com liberdade.
Pela manhã saímos para comprar velas, frutas e flores. Almoçamos com amigos mais que queridos. Curtimos a tarde preguiçosa de cumplicidade e companheirismo enquanto cuidávamos dos últimos preparativos e arrumações.
Em algumas horas, Fabio transformou nosso quarto, que ainda tinha caixas empilhadas da mudança, em uma casa de parto padrão Holanda. Rebozo, bola, iluminação indireta, música ambiente, espaço para banheira – check!.
O clima era de cuidado, confiança e amor. Perfume de angélicas no ar.
Às 23h nossa querida doula Lúcia chegou. Ingenuamente sugeri para ela vir sem pressa e trazer um livro pois estamos sem TV em casa. Ondas intensas que anunciavam a chegada do nosso bebê vieram com a chegada dela.
Lembro de pensar em mandar um convite de última hora pra Carla , já que a pane na câmera e no celular nos sabotou o registro caseiro. Não consegui. Estava imersa num mundo interno de entrega.
Às 24h chegou nossa obstetriz Ana Cristina carregando uma mala de sabedoria, experiência, competência e amor, além de mil aparatos que lhe cabem a certeza de trabalhar com seriedade e responsabilidade. Alguns minutos depois sua assistente Letícia . Me senti amparada e cuidada. Podia relaxar e confiar na natureza, na competência e dedicação de cada um em seu papel.
Contato, carinho, respirações profundas, gravidade, água quente, limpeza do corpo, palavras de incentivo. No chuveiro uma onda desconcertante e diferente. Num imprevisto a água do chuveiro ficou gelada. Me entrego a um abraço verdadeiro de amparo e empatia da doula. Processo avançado, natureza agindo. Já na falta de uma posição confortável, um chamado para a banheira.
Imersão na água bem quente. Relaxamento, dor e desconforto dividem o mesmo não tempo e não espaço. A ansiedade atrapalhou o compasso da respiração. Sou lembrada de que tudo está bem e está perto de dar à luz. Mãos me amparam por todos os lados. Está perto da chegada do nosso filho. Emoção, intensidade, dor, peso, abertura, pressão, alegria, felicidade, alívio, tudo misturado no último puxo que traz nosso filho à esse mundo.
Eram 2h12 já do começo do domingo, 6 de julho.
Sai da água para o meu colo e braços do pai. Chorinho leve de saudações. Olhinhos abertos para espiar quem o aguardava por aqui.
Ficamos nos recuperando um tempinho na banheira. Corpo tremia num misto desperto e dormente.
Para nossa cama já secos para a saída da placenta. Bebe sempre no colo. Ligados pelo cordão. Placenta sai linda, íntegra, num só puxo. Uma árvore simétrica, raíz da vida.
Todas saem do quarto para ajeitar o material e recolher a baguncinha. Ana Cris avisa que tem café fresco. Letícia recolhe os panos, toalhas e lençóis e coloca na máquina para lavar.
Ficamos Fábio, Dante e eu nos reconhecendo, contemplando e flertando. Hora de mamar. Já não me lembro mais como manusear e amamentar um recém nascido. Ana Cris me ajuda.
O cordão ainda pulsava 40 minutos depois do nascimento. Fábio esperou o último movimento para cortá-lo.
Corpo dolorido e aliviado. Sede, muita sede. Felicidade e plenitude à flor da pele e das víceras. Enfim, todos bem e do lado de cá e o melhor, na nossa casa.
Amor e gratidão com cheirinho de estrela mesclado ao perfume das angélicas no vaso.
Hora de brindar sua chegada.
Bem-vindo, filho! Já te amamos muito.

Relato de parto escrito por Milena, mãe de uma menina linda

de 5 anos e um recém-nascido de 2 dias (quando escreveu o relato).

Participou da turma de Preparação para o Parto HypnoBirthing em Março

e teve seu lindo, rápido e tranquilo parto natural domiciliar em Julho de 2014

🙂